Notícias

21/11/2017 - INTEGRANTES DA JUSTIÇA DO TRABALHO OPÕEM-SE A REFORMA TRABALHISTA

  • * Parte do texto publicado no jornal O Globo desta terça feira, 21/11/2017

    Uma parcela dos juízes, procuradores e auditores fiscais, integrantes da Justiça do Trabalho, deflagrou forte oposição à jornada intermitente, como um dos capítulos da reforma trabalhista que entrou em vigor no último dia 11. Aliás, esses próceres da Justiça do Trabalho criticam vários pontos da reforma, já tendo anunciado que não obedecerão integralmente à nova lei.

    A ala dos amotinados conhece bem as regras do jogo. Eles sabem, portanto, que, ao se constatarem quaisquer evidências de ilegalidades na reforma, podem e devem recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), pois é este o órgão de cúpula de todo o Poder Judiciário, ao qual compete, principalmente, a guarda da Constituição. Por que não tomam esse caminho, que faz parte das regras do jogo democrático?

    Leia mais: https://oglobo.globo.com/opiniao/o-que-juizes-nao-veem-22082485#ixzz4z4GWrZpKstest

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

14 Dezembro 2017

DÍVIDA TRABALHISTA POR LINGERIES Mais de 26 mil peças de moda íntima da empresa Duloren se...

12 Dezembro 2017

AVISO DE RECESSO A Diretoria do SINDAUT comunica aos trabalhadores que no dia 15/12 (sexta...

11 Dezembro 2017

TRABALHADORES DA VOLKS APROVAM TAXA PARA QUEM NÃO FOR SINDICALIZADO O Sindicato dos Metalú...

08 Dezembro 2017

REAJUSTE PELO INPC MAIS GANHO REAL DE 3% Diretores do SINDAUT junto com os trabalhadores d...

07 Dezembro 2017

O Procurador do Trabalho João Carlos Teixeira, determinou o arquivamento do processo em qu...