TRABALHADORES DA MULTIPRO GANHAM AÇÃO COLETIVA ATRAVÉS DO SINDAUT

Os trabalhadores da empresa MULTIPRO-PROCESSADORA, RECUPERADORA E SERVIÇOS S.A ganharam na justiça através do jurídico do Sindaut uma ação coletiva que tramitava na 14ª Vara do Trabalho desde 2015.

O Juiz da 14ª Vara do Trabalho Marco Antonio Belchior da Silveira julgou contra os trabalhadores por duas vezes. A primeira sentença contra os trabalhadores o Juiz entendeu que o Sindicato não representava os trabalhadores para aquele tipo de ação. O Sindicato recorreu e o tribunal anulou a sentença do Juiz que foi obrigado a dar nova Sentença e desta última vez julgou improcedentes os pedidos dos trabalhadores.

O Jurídico do Sindaut recorreu novamente e o tribunal, mais uma vez anulou a Sentença e deu ganho de causa para os trabalhadores.

São 12 trabalhadores que trabalharam durante muito tempo em regime de plantão e a empresa não pagou os direitos dos trabalhadores como sobre aviso e horas extras.

A 5ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho aprovou por unanimidade o voto do Desembargador Enoque Ribeiro dos Santos, que garantiu aos trabalhadores os seguintes direitos:

IX – Desta vez, o relator do recurso do Sindicato foi o Desembargador Enoque Ribeiro dos Santos que deu ganho de causa ao Sindicato e aos trabalhadores:

1)- Deferiu gratuidade de justiça que o juiz havia negado ao sindicato e aos trabalhadores;

2)- Condenou a empresa a pagar os honorários advocatícios que o juiz havia negado;

3) - Condenou a empresa a pagar aos trabalhadores o valor de 30% do salário durante todo o período que estiveram de sobre aviso, mais horas extras no período em que efetivamente foram chamados para trabalhar, com reflexo sobre 13º salário, férias mais 1/3 constitucional e FGTS, no período de 2010 a 2015.

4) - Condenou ainda a empresa a pagar as custas no valor de R$ 6.000,00.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOta:  Enquanto o plano do Governo para os empresários são isenção de impostos e facilidade de empréstimos, para os trabalhadores escolher entre empregos sem direitos e com salários miseráveis ou...
Gilmar Mendes suspende ações sobre o índice de dívidas trabalhistas O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu uma liminar (decisão provisória) para suspender todos os proce...
TRANSFERIDA PARA AGOSTO OPOSIÇÃO À CONTRIBUIÇÃO DE R$ 10,00   Com o objetivo de resguardar a saúde dos integrantes das categorias profissionais representadas pelo SINDAUT, assim como o quadro fun...
       SINDAUT CONSEGUE REVERTER PROCESSO PRATICAMENTE PERDIDO Uma trabalhadora procurou o SINDAUT e disse que havia ajuizado uma ação contra a CODIN (Companhia de Desenvolvimento...