REVOGADA A MEDIDA PROVISÓRIA 905 DA CARTEIRA VERDE E AMARELA

A chamada Carteira Verde Amarela, introduzia pela MP 905 – que prevê uma nova reforma trabalhista que aprofunda a precarização dos contratos de trabalho, foi revogada diante da recusa de a maioria dos senadores em votar a MP.

É uma vitória expressiva para os trabalhadores e trabalhadoras, que conseguem garantir a manutenção de seus direitos diante das iniciativas perversos de Guedes e Bolsonaro.

Há indícios que o Governo usou a revogação como uma manobra para tentar reeditar a MP. Porém a reedição de MP com mesmo conteúdo é inconstitucional de acordo com o Art. 62, § 10 da Constituição Federal que diz:

“§ 10. É vedada a reedição, na mesma sessão legislativa, de medida provisória que tenha sido rejeitada ou que tenha perdido sua eficácia por decurso de prazo.” (Constituição Federa, art. 62, § 10)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOta:  Enquanto o plano do Governo para os empresários são isenção de impostos e facilidade de empréstimos, para os trabalhadores escolher entre empregos sem direitos e com salários miseráveis ou...
Gilmar Mendes suspende ações sobre o índice de dívidas trabalhistas O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu uma liminar (decisão provisória) para suspender todos os proce...
TRANSFERIDA PARA AGOSTO OPOSIÇÃO À CONTRIBUIÇÃO DE R$ 10,00   Com o objetivo de resguardar a saúde dos integrantes das categorias profissionais representadas pelo SINDAUT, assim como o quadro fun...
       SINDAUT CONSEGUE REVERTER PROCESSO PRATICAMENTE PERDIDO Uma trabalhadora procurou o SINDAUT e disse que havia ajuizado uma ação contra a CODIN (Companhia de Desenvolvimento...