PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO SOBRE SINDICATOS MELHOROU

Pesquisa Datafolha, publicada sábado (4) na Folha de S. Paulo, mostra que a percepção da população sobre os Sindicatos melhorou.

À época da reforma trabalhista de Temer, em 2017, 58% dos brasileiros consideravam que as entidades sindicais serviam mais pra fazer política do que defender os trabalhadores. Hoje, esse número chega a 50%.

A visão de que Sindicatos são importantes para defender os interesses dos trabalhadores subiu de 38% para 47%.


Segundo João Carlos Gonçalves (Juruna), secretário-geral da Força Sindical, essa pesquisa demonstra que, mesmo com o enfraquecimento das entidades, elas mantiveram suas ações e sua luta. “Agora que a realidade se impõe, o trabalhador vê o quanto perdeu com a reforma”, afirma.

“Os trabalhadores sentiram a necessidade dos Sindicatos na defesa de seus interesses, nesse momento de crise, desemprego e queda nos salário”, ressalta Juruna.

Ideologia – A pesquisa Datafolha aponta também que a identificação da população com a esquerda cresceu e chega a 49% contra 34% que se julgam de direita. No levantamento anterior, em 2017, havia divisão mais igualitária entre direita (40%) e esquerda (41%).

Questionário – Foram seis perguntas que compõem a escala de pensamento econômico. Destas, apenas duas apresentaram elevação do percentual de respostas à direita. Uma delas é a de que as empresas privadas devem ser maiores responsáveis por investir no País e fazer a economia andar.

Outras questões registraram respostas à esquerda, como a obrigação do governo de ajudar grandes empresas nacionais em risco de falência (71%) e de que é preferível pagar mais impostos e receber mais serviços gratuitos de saúde e educação (48%).

Dados – A pesquisa Datafolha está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-05166/2022 e possui margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A Diretoria do SINDAUT informa a todos os trabalhadores que está aguardando a definição do índice do INPC de janeiro (data base da categoria) para assim, fechar o índice oficial de reajuste da categor...
Fonte: Agência O Globo O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou nesta quarta-feira que o valor salário mínimo continuará em R$ 1.302 até, pelo menos, maio deste ano. Segundo ele, possíveis altera...
Rio tem 5.316 ofertas de empregos e estágios   Rio - O mercado de trabalho do Rio de Janeiro oferece esta semana 5.316 oportunidades de trabalho e estágio para profissionais e estudantes de difer...
A cebola teve aumento de 130% Rio tem a 4ª cesta básica mais cara do país   A cesta básica no Rio de Janeiro teve um aumento de 12,98%, na comparação entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022. O...
O SINDAUT INFORMA QUE NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE NOS DIAS 23, 26 E 30 DE DEZEMBRO