NOVAS REGRAS DO TELETRABALHO TÊM FUROS E HAVERÁ JUDICIALIZAÇÃO, DIZEM ESPECIALISTAS

Empresários e trabalhadores esperavam que a transformação da MP em lei cobrisse as várias lacunas legais que assombravam o teletrabalho.

“A aprovação da MP mais prejudica o sistema do trabalho a distância do que o beneficia”. Ricardo Calcini, professor e coordenador editorial trabalhista


Muitos furos

A novidade legislativa não esclarece quem deve bancar os custos do teletrabalho — energia elétrica, internet, equipamentos e por aí vai. A reforma trabalhista dizia que o contrato deveria dispor sobre os custos de infraestrutura do empregado.

O uso de meios digitais (como aplicativos de troca de mensagens) fora da jornada de trabalho. A lei não deixa suficientemente claro se o empregado tem direito a horas extras

Haverá dificuldade para averiguar de quem é a culpa em um possível caso de acidente ou doença ocupacional: se é do empregador, que não instruiu o trabalhador de forma contundente e não fiscalizou o cumprimento das normas de saúde e segurança de forma efetiva, ou do trabalhador, que foi negligente e descumpriu as orientações recebidas.

 “Esperava-se que o texto do projeto de lei regulamentasse situações de saúde e segurança do trabalho no regime de teletrabalho, afirmou Guilherme Macedo Silva, advogado da área trabalhista do escritório Greco, Canedo e Costa

“Também se destaca o fato de que a preferência pela adoção do teletrabalho por empregados portadores de deficiência, com filhos ou guarda de crianças menores de quatro anos tampouco foi regulamentada”.

No fim das contas, essas lacunas da legislação terão de ser cobertas, como sempre, pelo Poder Judiciário.

 

Fonte DIAP

Texto reduzido

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A Diretoria do SINDAUT informa a todos os trabalhadores que está aguardando a definição do índice do INPC de janeiro (data base da categoria) para assim, fechar o índice oficial de reajuste da categor...
Fonte: Agência O Globo O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, afirmou nesta quarta-feira que o valor salário mínimo continuará em R$ 1.302 até, pelo menos, maio deste ano. Segundo ele, possíveis altera...
Rio tem 5.316 ofertas de empregos e estágios   Rio - O mercado de trabalho do Rio de Janeiro oferece esta semana 5.316 oportunidades de trabalho e estágio para profissionais e estudantes de difer...
A cebola teve aumento de 130% Rio tem a 4ª cesta básica mais cara do país   A cesta básica no Rio de Janeiro teve um aumento de 12,98%, na comparação entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022. O...
O SINDAUT INFORMA QUE NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE NOS DIAS 23, 26 E 30 DE DEZEMBRO