Notícias

02/04/2018 - MTE DA AVAL A CONTRIBUIÇÃO SINDICAL


  • 02/04/2018 - Ana?s Fernandes / Willian Castanho

    A Secretaria de Rela??es do Trabalho, do Minist?rio do Trabalho defende a cobran?a do imposto sindical de todos os trabalhadores de uma categoria ap?s a aprova??o em assembleia.

    A nota t?cnica n? 2/2018, assinada pelo secret?rio Carlos Cavalcante Lacerda, devolve aos sindicatos um direito que ? interpretado como uma decis?o do trabalhador.

    ? Folha, Lacerda disse ter recebido de entidades mais de 80 pedidos de manifesta??o.

    - Sem a contribui??o, pequenos sindicatos n?o v?o sobreviver. A nota pode ser usada para os sindicatos embasarem o entendimento de que a assembleia ? soberana, afirmou Lacerda.

    Sindicalistas comemoram a nota do secret?rio do governo Michel Temer.

    - O Minist?rio do Trabalho adotou uma posi??o de equil?brio, disse Ricardo Patah, presidente da UGT (Uni?o Geral dos Trabalhadores).

    Sindicatos como o dos com?rcios de S?o Paulo, base de Patah, t?m realizado assembleias gerais com a participa??o de uma parcela da categoria para impor a taxa a todos os trabalhadores.

    Tanto o Supremo como a Justi?a do Trabalho t?m sido bombardeados com a??es pela volta da obrigatoriedade da contribui??o sindical.

    Para Dall?Acqua, o documento do minist?rio ? inepto. - Notas t?cnicas s?o orientadoras de fiscaliza??o, mas o texto n?o foi feito pela ?rea competente, de auditores fiscais. A secretaria ultrapassou sua compet?ncia.

    O documento, por?m, diz que a secretaria tem autoridade para emitir parecer t?cnico sobre legisla??o sindical.

    A nota ainda recorre a uma argumenta??o jur?dica: - N?o se desconhece que a Constitui??o Federal de 1988 deu brilho ?s entidades sindicais. Reconheceu, inclusive, a for?a da instrumentalidade coletiva advinda da negocia??o coletiva (art. 7?).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em dois anos, número de pessoas com pelo menos duas ocupações no país cresceu em um milhão Daiane Costa, Leticia Lopes* e João Sorima Neto oglobo.oglobo.com 07/04/2019  RIO E SÃO PAULO - Desde qu...
VENTO QUE VENTA LÁ, NÃO VENTA CÁ! Para o TRABALHADOR comum: Corte na aposentadoria, aumento de idade mínima e tempo de contribuição, fim da aposentadoria especial, perda do PIS, entre outras. Tudo iss...
Trabalhadores, partidos políticos, sindicatos e centrais sindicais foram as ruas nesta sexta feira dia 22/03 protestar contra reforma da previdência, no dia Nacional de Luta. A Reforma da Previdência...
Tendo em vista que a ENGEPRON propôs reajuste zero para os salários e benefícios dos trabalhadores, O SINDAUT recorreu ao Ministério Público do Trabalho, que, através do procurador do trabalho Alexand...
SOBRE CCT 2019-2020 E A MP 873/2019 O SINDAUT – Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio e em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Município do Rio de Jane...