Notícias

07/05/2018 - JUÍZA RESTABELECE LIMINAR CONTRA EMPREZA PARA PAGAR EM 48 HORAS SEUS FUNCIONÁRIOS

  •      Se Empreza descumprir  haverá multas de R$ 500 por cada empregado 

    Como não houve acordo na reunião do dia 24 de abril entre a Empreza, Comissão de Trabalhadores, Vivo e SINDAUT, no Ministério Público do Trabalho, a juíza Claudia Maria Samy Pereira (78ª Vara do Trabalho) restabeleceu a liminar que manda a Empreza de Gestão e Pessoas a pagar em 48 horas os 200 trabalhadores dispensados em 28 de fevereiro sem receber as verbas rescisórias, vale transporte e auxílio alimentação. Esses trabalhadores prestavam serviços administrativos à Telefônica Brasil (VIVO) na Barra da Tijuca.

    A liminar havia sido suspensa porque a empresa havia pedido tempo para analisar suas finanças. No entanto, a procuradoria do Trabalho descobriu que a Empreza, uma das maiores prestadoras de serviços do país, faturou em 2016, cerca de R$ 400 milhões. Não justificando, portanto, a falta de recursos para pagar seus funcionários.

    A Empreza insiste em fazer a quitação salarial em dez vezes, enquanto o Sindicato e a Comissão aceitariam o parcelamento em no máximo três vezes. A Empreza, com sede em Goiás, aguarda notificação da Justiça para o cumprimento dessa liminar. Caso não cumpra a determinação, acarretará em multas diárias de R$ 500 por cada empregado. Se deixar de pagar seus trabalhadores, a Empreza ainda pode sofrer “penhora on line” no valor indicado pelo MPT de R$ 2 milhões.

    De acordo com o advogado do SINDAUT, Dr.José Agripino, que defende os 200 empregados, a questão está para ser liquidada em breve. Na última reunião com a Empreza no MPT, a empresa ficou de dar baixa na carteira de todos e fazer a homologação no SINDAUT, liberando o FGTS e o Seguro Desemprego dos trabalhadores.

     

     

     

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FÓRMULA 85/95 GARANTE BENEFÍCIO DE ATÉ R$ 3 MIL Aposentadoria que soma idade e tempo de contribuição é vantajosa para segurado   Os trabalhadores que atingiram as condições de se aposentar por te...
GRÁVIDA TEM DIREITO À INDENIZAÇÃO MESMO QUE DESCONHEÇA GRAVIDEZ NO MOMENTO DA DEMISSÃO, DIZ STF Para a maioria dos ministros, pagamento é devido ainda que empregador não saiba da situação ao demitir f...
INSS: JUSTIÇA RECONHECE REVISÃO E APOSENTADORIA SOBE 78%   INSS: Justiça reconhece revisão e aposentadoria sobe 78% . A Justiça tem sido a alternativa para que aposentados e pensionistas do INSS...
COMUNICADO SINDAUT O SINDAUT comunica aos trabalhadores que o expediente se encerra nesta 5ª feira (11/10) às 17:30. Devido aos feriados do dia 12/10 (feriado nacional) e do dia   15 (segunda-fei...
GOVERNO QUER TRABALHADOR INTERMITENTE NO INSS Proposta prevê inclusão como segurado facultativo, a fim de garantir acesso a benefício como auxílio-doença O governo estuda enquadrar os trabalhadores in...