Notícias

07/05/2018 - JUÍZA RESTABELECE LIMINAR CONTRA EMPREZA PARA PAGAR EM 48 HORAS SEUS FUNCIONÁRIOS

  •      Se Empreza descumprir  haverá multas de R$ 500 por cada empregado 

    Como não houve acordo na reunião do dia 24 de abril entre a Empreza, Comissão de Trabalhadores, Vivo e SINDAUT, no Ministério Público do Trabalho, a juíza Claudia Maria Samy Pereira (78ª Vara do Trabalho) restabeleceu a liminar que manda a Empreza de Gestão e Pessoas a pagar em 48 horas os 200 trabalhadores dispensados em 28 de fevereiro sem receber as verbas rescisórias, vale transporte e auxílio alimentação. Esses trabalhadores prestavam serviços administrativos à Telefônica Brasil (VIVO) na Barra da Tijuca.

    A liminar havia sido suspensa porque a empresa havia pedido tempo para analisar suas finanças. No entanto, a procuradoria do Trabalho descobriu que a Empreza, uma das maiores prestadoras de serviços do país, faturou em 2016, cerca de R$ 400 milhões. Não justificando, portanto, a falta de recursos para pagar seus funcionários.

    A Empreza insiste em fazer a quitação salarial em dez vezes, enquanto o Sindicato e a Comissão aceitariam o parcelamento em no máximo três vezes. A Empreza, com sede em Goiás, aguarda notificação da Justiça para o cumprimento dessa liminar. Caso não cumpra a determinação, acarretará em multas diárias de R$ 500 por cada empregado. Se deixar de pagar seus trabalhadores, a Empreza ainda pode sofrer “penhora on line” no valor indicado pelo MPT de R$ 2 milhões.

    De acordo com o advogado do SINDAUT, Dr.José Agripino, que defende os 200 empregados, a questão está para ser liquidada em breve. Na última reunião com a Empreza no MPT, a empresa ficou de dar baixa na carteira de todos e fazer a homologação no SINDAUT, liberando o FGTS e o Seguro Desemprego dos trabalhadores.

     

     

     

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Entidades patronais do setor agrícola se beneficiam de medidas acertadas entre elas e governo para compensar fim do imposto sindical. A Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST solicita tratament...
INSS NÃO PODE RETOMAR GANHOS DA DESAPOSENTAÇÃO Em caso de desconto, segurado deve entrar com ação na Justiça por falta de decisão final do STF O INSS tem cobrado, inadvertidamente, o dinheiro pago a a...
Sindicato patronal obtém verba por decreto Jornal do Brasil Após o fim do imposto sindical com a reforma trabalhista, o presidente Michel Temer criou uma forma alternativa de financiamento de entidade...
O departamento jurídico do SINDAUT ajuizou ação coletiva com pedido de tutela de urgência que foi deferida pela juíza Gláucia Alves Gomes da 78ª Vara do Trabalho. O pedido foi para que os ex empregado...
CAIXA E BANCO DO BRASIL COMEÇAM A PAGAR ABONO SALARIAL DO PIS/PASEP RELATIVO A 2017   O pagamento do abono salarial do PIS/Pasep 2018/2019 (ano-base 2017) começa nesta quinta-feira, para os traba...